Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


O que espero de mim e de vós...

por o que procuro, em 14.08.15

Eu não quero prendas, quero presença.


Não quero beijos distantes, quero abraços apertados.


Não quero ouvir: "já te vais embora", quero um "vamos aproveitar o tempo que estás aqui".


Não quero lágrimas, quero sorrisos de afecto.

 

Não quero um "só te vejo para o ano", mas sim "falaremos de qualquer forma".

 


Não quero "adeus", quero "até já"...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:44

Então e planos para o fim de semana?

por o que procuro, em 15.08.14

O melhor de todos!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:10

Saudades que não matam, mas moem...

por o que procuro, em 25.07.14

Conversa cá em casa:

 

- Mãe, já estou de férias?
- Sim, já estás de férias da escola.

- Então, ainda faltam muitos dias para andarmos no comboio e depois no avião para ir ver os avôs?

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:00

Avô

por o que procuro, em 29.06.14

Hoje fazes anos, dia de S. Pedro, sou incapaz de o esquecer.

 

Tenho saudades tuas, sabes, queria ter-te aqui, com o entendimento que tenho hoje da vida e que a maturidade também me trouxe, para falar contigo, perceber-te, abraçar-te, dizer-te que sofreste, muito e que a culpa não foi só tua, foi da vida, foi dela.

 

Se calhar não serviria de nada, não irias entender, a vida foi dura e madrasta para ti, não sei se o percebeste, se alguma vez quiseste mudar isso, ou se simplesmente te submeteste a ela, sem questões, nem alarido, aceitando cada dia, o melhor que pudeste, mesmo com toda a tua fragilidade.

 

Mas agora nada disso importa, são reminiscências, questões minhas, mais do que tuas alguma vez foram, nunca terão resposta e talvez seja assim que deva ser.

 

Nada disso afecta as saudades que tenho, já lá vão 15 anos sem a tua presença física, mas a memória nunca se apagará.

 

Um abraço apertado, onde quer que estejas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:12

Saudades de Lisboa

por o que procuro, em 27.03.14

Sinto-as por vezes, de vaguear pela Baixa, as lojas que não se encontram noutro lado, os Armazéns do Chiado, as ruas pedonais, o Arco da Rua Augusta, os gelados da Fragoleto, regressar no eléctrico 18 até casa.

 

Ir ao Pão, Pão, Queijo, Queijo jantar uma baguete shoarma, ou ao Restaurante Tanite, comer a fabulosa francesinha, passear depois pelas Docas, à beira do Rio Tejo, chegar à Torre de Belém e regressar.

 

Aquela luz mágica, o sol, a Ponte 25 de Abril, o Cristo Rei que nos acolhe do outro lado.

 

A minha Igreja, colorida por dentro tão mais do que por fora, o meu Coro, as minhas músicas e o almoço em casa da sogra a cada Domingo.

 

Hoje sim, tenho saudades...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:22

Pensamentos

por o que procuro, em 10.11.13

Só falo com os meus pais por telefone, normalmente mais com a minha mãe, duas vezes por semana.

 

E há dias, como o de hoje, que a fim de 45 minutos de conversa, em que por fim já se toca a melancolia e a saudade torna a voz pesarosa, invariavelmente me questiono:"Será que foi a última vez que lhe ouvi a voz?"

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:07

O peso de estar longe

por o que procuro, em 12.06.13

Abate-se no corpo e na alma, muito mesmo.

Uns dias mais leve do que outros.

Mas há dias, quando sabemos que lá longe muita coisa acontece, quando sabemos que a nossa presença é desejada lá e que poderíamos fazer a diferença, nem que fosse num abraço, numa palavra de tranquilidade, é devastadora.

 

Arrebata-nos o corpo, o coração, devasta-nos e só pensamos que é lá que deveríamos estar, porque sim, porque deveria ser assim e não como é.

Mas a realidade que vivemos é esta, a vida que temos é esta, aqui e agora e não lá.

 

Por isso, resta-me o skype, o pensamento sempre lá e neles (ou nela) as lágrimas escondidas, o coração apertado e oração, muita, para que Ele me ajude a ultrapassar isto, mas sobretudo que não se esqueça dela e deles...porque afinal, a partir de agora, são eles quem mais precisam.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:45

Um abraço numa encomenda

por o que procuro, em 23.11.12

Durante a minha infância em casa dos meus avós, dias havia em que no regresso da escola ouvia a minha avó gritar de onde estivesse: "tens lá uma encomenda!". Era ver-se subir a ladeira a correr, entrar em casa esbaforida para encontrar um pacote, vindo de Paris, abri-lo e ficar maravilhada com o que encontrava porque era sempre uma surpresa!

 

No fundo aquele pacote trazia-me um bocadinho de quem estava do outro lado, longe, porque o seu conteúdo tinha sido pensado, adquirido e embrulhado com o mesmo afago que se faz um carinho no rosto de um filho, que tanta falta me fazia e que eu por breves instantes sentia.

 

Hoje sinto o mesmo de cada vez que chega uma encomenda de Portugal, porque sei que quem a enviou se preocupou connosco, mas essencialmente com o meu filho, porque há sempre uma peça de roupa ou um brinquedo que fazem as alegrias dele...e minhas.

 

Por breves instantes sinto-os aqui, perto de nós, num abraço sentido e saudoso.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:18

Um simples beijo

por o que procuro, em 15.10.12

Por vezes quando beijo o meu filho penso naqueles que estão longe, os avós, os padrinhos, alguns amigos, que também gostariam de sentir o quente daquela bochecha rosada, o cheiro dele, a ternura daquele abraço, a alegria pelo carinho.

 

E muitas vezes há beijos que não sou eu que os dou, mas cada um deles que está longe...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:19

Tenho saudades...

por o que procuro, em 10.10.12

Dos meus pais, das conversas, de estarmos todos à mesa, do cheiro da minha Mãe, de estar lá em casa, de acordar de manhã e ir à varanda, olhar serenamente para a Serra da Estrela, lá longe, respirar fundo, de fazer festas aos cães.

 

De ir à Missa à minha Paróquia, de estar com o "meu" Coro, de cantar, de comungar, de rezar lá.

 

De ir almoçar ao Domingo a casa da minha sogra, de estarmos todos na conversa, das comidinhas boas que ela tão bem faz.

De passar um fim de semana na Sertã, de tomar banho com o meu marido e ficar descansada com o miúdo, de o ver correr e brincar por lá.

 

Do Simão brincar com toda a gente, de andar na mota do Tio, das brincadeiras doidas com o Padrinho.

 

Da Madrinha do meu filho, de fazermos a nossa manicure, de partilhar com ela um petisco, das nossas conversas de horas.

 

De poder deixar o Simão com alguém e ir jantar fora com o marido, serenamente.

De uma baguete shoarma do Pão Pão, Queijo Queijo, do hamburguer do H3, da francesinha da Tanite, do frango de churrasco da Grelha.

 

De ir à baixa sozinha, percorrer as lojas todas e mais uma.

De ir às Amoreiras, ir à Cadena, ao C&A, à Berska.

 

Tenho saudades do sol, que me aquecia o corpo e a alma.

 

E já lá vão 8 meses longe de ti...

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:47


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D