Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


A entrega

por o que procuro, em 19.09.10

Hoje, fomos acompanhar o "nosso" Padre João, à Paróquia que de hoje em diante o chamará Prior e na qual ele servirá.

Uma Missa presidida pelo Cardeal Patriarca, um coro com órgão e violinos, cânticos litúrgicos a vozes, uma enchente de fiéis, tanta diferença e tanta semelhança! A angústiva de ver partir, a ansiedade de ver quem chega...mas sobretudo a expectativa do que será.

 

Acompanhá-mo-lo, como pais entregam os filhos a uma nova etapa de vida, na esperança de que tudo lhe correrá bem, mas sabendo no nosso íntimo que haverá um período de adaptação difícil, para ambos e da mesma forma que temos os filhos para o mundo, assim também hoje o entregámos à vocação e à Igreja que serve, nem sempre debaixo do nosso olhar ou tendo-nos como companhia constante, mas na certeza que tem e terá sempre um lugar muito especial no nosso coração!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:05

O Adeus

por o que procuro, em 12.09.10

Hoje, recebemos o novo Prior da Paróquia de S. Pedro em Alcântara, a Igreja encheu, com quem o vinha acompanhar, mas também com quem se queria despedir, ver o Pastor que nos acompanhou durante os últimos 17 anos, uma última vez, mais uma vez ali, naquele altar, naquela Igreja que é a sua/nossa casa, receber a Comunhão por parte dele, ouvi-lo, senti-lo ali...

 

O sofrimento foi grande de ver outra pessoa naquele lugar, ouvir outra voz a aclamar o Evangelho, a co-celebrar, a tomar posse, o saber que de hoje em diante não veremos outra pessoa, não ouviremos a sua voz, o seu sorriso, os seus cânticos, os seus sarcasmos e más disposições...

 

A partir de hoje, não sabemos o que será, o que virá, mas temos a certeza do que fomos e do que somos e de quem nos ajudou a chegar até aqui e isso nunca o esqueceremos!!

 

A Fé, foi semeada por quem junto de nós esteve presente nestes últimos anos, agora, queremos que germine, que dê muito fruto e que não a tapemos com o alqueire, nem a deixemos na escuridão... Verá a luz e será luz, porque é isso que de nós se espera!

 

Quanto ao Pastor, que neste seu partir em serviço, encontre quem o acolha e saiba neles também sememar a Fé!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:58

A Despedida

por o que procuro, em 18.08.10

No passado Domingo, porque uns tomaram a iniciativa, porque outros acreditaram e porque todos o quisemos, oferecemos uma lembrança ao «nosso» Padre João, vai-se embora, em Setembro, para outra Paróquia, foram 17 anos connosco, que não ficam esquecidos...

 

O texto que a Eunice escreveu, diz tudo, partilho-o para que não nos esqueçamos do que somos, fomos e fizemos...

 

"Corria Setembro de um ano qualquer…

         O velho e querido pastor, que nos tinha, há algum tempo reunido, pedira:

         - Preparem tudo para o receber. A sua vinda é uma grande honra para nós!

         Naquele dia em que a nossa comunidade o conheceu, havia alguma coisa de diferente no ar…

         As flores anunciavam festa, os corações batiam fortes de Esperança e de Alegria. …

         Veio até nós, naquele dia, o sorriso atento e amigo de irmão, o cuidado permanente do pai, a força serena e confiante do homem de Fé.

          E fez-se Igreja… Na ajuda ao irmão, na obra comum, no ensino, na catequese, na solidariedade, na celebração, na festa, na Eucaristia.

          E o Senhor Jesus sorriu para este sonho, para a beleza deste desejo, agora nosso, de construir uma comunidade por ele abençoada, uma comunidade de Cristãos…

          E, a andar, fez-se este caminho, de rosas e espinhos, de pedras e areia, de brisas e de sol escaldante, cada vez melhor… cada vez mais perto… cada vez procurando seguir mais a vontade do Pai.

          Pelo exemplo, pelo conselho, pela crítica, fomos tirados da nossa dormência, do nosso comodismo, da nossa Fé de rotinas e saímos para a rua, com pendões e andores, com música e com velas, para falar aos outros do nosso amor por Cristo.

          Foi essa talvez, a sua maior vitória e uma grande ventura que pudemos viver. Nós… os que cá estávamos, aqueles que a nós vieram, os que em nós cresceram, os que de nós nasceram…

          Recebemos de si o dom de falar de Deus nas praças e nos cafés, nas ruas e nas casas, ao amigo e ao vizinho, sem temores e calorosamente, porque nos encheu com a alegria divina que vem do coração dos crentes e nos contagiou a vida com o entusiasmo dos que confiam no Senhor.

          Mas o rebanho precisa de pastores e os trabalhadores fazem falta na messe, por isso, talvez com os olhos marejados, mas sem mágoas nem tristezas lhe viemos aqui dizer que desejamos para si, «nosso» Padre João, toda a felicidade e todas as bênçãos de Deus.

           Continue com alegria a sua missão, levando a outros a dádiva que tivemos a sorte de partilhar, porque a semente que aqui deixa não vai esmorecer. Não taparemos a lâmpada com o alqueire, nem enterraremos os nossos talentos, pois esta graça veio do Céu.

          Seja feliz, pense em nós de vez em quando, lembre-se de nós nas suas orações, fale de nós ao Senhor…

          Entregamos-lhe este cálice como uma pequena lembrança, porque tudo o que pudemos, agora e sempre, de alma e coração dizer-lhe é OBRIGADO

          E simplesmente mandá-lo… A-DEUS!"

 

 

Comunidade Paroquial de São Pedro em Alcântara

Lisboa, em 15 de Agosto de 2010 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:37

A despedida...

por o que procuro, em 30.06.10

Não tem nada a ver com futebol, nem com o mundial, é muito mais pessoal.

 

Soube ontem, dia do Padroeiro da nossa Paróquia, S. Pedro, que o Prior se vai embora, ao fim de 17 anos a ver e fazer crescer esta Comunidade, foi instituído pelo Patriarcado de Lisboa a mudar de Paróquia.

Por muito que se refile que as coisas estão mal e que precisamos de mudanças (e ninguém faz nada, à boa maneira portuguesa!), custa ouvir e ainda mais aceitar esta notícia...

 

É o nosso confidente, amigo e companheiro de muitas horas, partilhou comigo e ajudou-me a viver os melhores momentos da minha vida: o meu casamento, o nascimento do meu filho, o baptizado dele e agora vê-lo partir assim, fica-se como que despojado de algo, ou melhor de alguém, que respeito e por quem nutro um carinho muito especial.

 

Mas a vida dele é isto, é vocação, é serviço Áquele que escolheu, e parace que a Sua escolha está feita e em Setembro mudar-se-à de Paróquia.

 

Seì, à partida que para onde vai, não vai ser fácil, mas desejo e rezo, para que tudo corra da melhor forma e por cá, quem vier, que venha por bem!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:56


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D