Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Orar

por o que procuro, em 02.10.15

Por quem está longe, entregue em Tuas mãos, só, num bloco operatório.

Faça-se nela a Tua vontade e saibamos nós com o Teu Amor e resiliência aceitar tudo isso.

 

Ámen...

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:38

Conforto para a alma

por o que procuro, em 01.07.14

Domingo, dia 29 de Junho, dia de S. Pedro, padroeiro daquela paróquia que parece agora distante, longínqua, cantaria decerto o salmo, iríamos à missa, seria dia de festa.

Aniversário do meu Avô, que já não se encontra entre nós, mas cuja ausência por vezes me mortifica, uma semana com pesadelos que semearam a dúvida e o medo do sofrimento pela doença maldita.

 

Amanheceu solarengo, uma escala numa folha colorida anunciava que deveria ir distribuir a comunhão na Missa da paróquia à qual hoje pertenço, fomos, com o coração pesaroso.

 

Deu-se início à Eucaristia, as leituras escutadas por entre o reboliço do meu filho ecoaram em mim, como há muito não acontecia.

O Salmo, senti-o meu, como se quisesses dizer-me que não vale a pena temer.

A oração dos fiéis, onde nos pediram para rezar pelos que já partiram para a Tua casa.

A comunhão, sinto-me sempre indigna daquilo que faço, quem sou eu, para Te dar aos outros?

Peço-Te sempre, que sejas aquilo que de Ti esperam, para cada um daqueles que Te recebe, ali, das minhas mãos, mas secretamente, no mais profundo de mim, sei, que será sempre, mas sempre feita...à Tua vontade.

 

 

Salmo 33 (34)

 

Refrão: O Senhor libertou-me de toda a ansiedade.

A toda a hora bendirei o Senhor,
o seu louvor estará sempre na minha boca.
A minha alma gloria-se no Senhor:
escutem e alegrem-se os humildes.

Enaltecei comigo ao Senhor
e exaltemos juntos o seu nome.
Procurei o Senhor e Ele atendeu-me,
libertou-me de toda a ansiedade.

Voltai-vos para Ele e ficareis radiantes,
o vosso rosto não se cobrirá de vergonha.
Este pobre clamou e o Senhor o ouviu,
salvou-o de todas as angústias.

O Anjo do Senhor protege os que O temem
e defende-os dos perigos.
Saboreai e vede como o Senhor é bom:
feliz o homem que n’Ele se refugia.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 09:00

Um poema

por o que procuro, em 22.05.14

"Recomeça sempre
Não desistas nunca,
Nem quando o cansaço se fizer sentir,
Nem quando os teus pés tropeçarem,
Nem quando os teus olhos arderem,
Nem quando os teus esforços forem ignorados,
Nem quando a desilusão te abater,
Nem quando o erro te desencorajar,
Nem quando a traição te ferir,
Nem quando o sucesso te abandonar,
Nem quando a ingratidão te desconsertar,
Nem quando a incompreensão te rodear,
Nem quando a fadiga te prostrar,
Nem quando tudo tenha o aspecto do nada,
Nem quando o peso do pecado te esmagar...
Invoca Deus, cerra os punhos, sorri... 
E recomeça!"

 


(S. Leão Magno)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 22:11

O lugar de Deus na minha vida

por o que procuro, em 11.11.11

Com Ele falo dáriamente, a Ele agradeço o que tenho e sou, a Ele rogo por todos quanto quero bem e por dois seres em especial, com Ele comento o prazer que o Sol me dá ao bater na cara, o sorriso do meu filho, as conversas do meu marido.

 

Com Ele me aconselho sobre o dia a dia, sobre as pequenas e grandes decisões, pergunto, indago, duvido.

 

Sinto a Sua Luz na minha escuridão, sinto o Seu aconchego e principalmente a Sua presença a cada Domingo que passa.

 

Já falei ao meu filho da Sua existência, mas principalmente do Seu Filho e da imagem que d'Ele nos deixou. E o Simão antes de se deitar dirige-se à Sua Imagem e pede-lhe que olhe pelo Papá, pela Mamã e pelo Bebé! Sim Jasus! Boa Noite! E faz uma festa com a sua mão, como se condensasse ali, todo o seu carinho...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 15:00

Estás aí?

por o que procuro, em 21.07.11

Procuro-Te, não Te vejo, nem Te encontro.

Falo-Te, mas não Te ouço, nem Te percebo.

Rezo-Te, mas nem sei se me ouves, ou se são as orações que não Te alcançam.

 

Diz-me só: estás aí??

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 16:04

Procuro-Te

por o que procuro, em 25.06.11

"Deixa que a respiração profunda

do teu Ser aconteça. Só isso. Não

interrogues, nem busques. Deixa

que seja Deus a procurar-te. Não

caminhes. Ele virá ao teu encontro.

Não procures contemplar. Permite,

antes, que Deus te contemple. Não

rezes. Deixa que, em silêncio, Ele

reze o que tu és."

 

 in Um Deus que Dança, José Tolentino Mendonça

 


Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 13:24

Ser católico faz a diferença?

por o que procuro, em 14.06.11

Eu sou católica, praticante - como agora teimam em distinguir, só que para mim, ser católico não praticante, não é ser católico: "Assim também a fé, se não tiver obras, é morta em si mesma.” (Tg 2:14-17), mas adiante - além da Missa Dominical, tento participar na vida e actividade da Igreja da minha Paróquia, que considero como minha segunda casa.

 

Se por ser católica alguma vez fiz diferença na vida de alguém?

Não faço a miníma ideia, só aqueles que se relacionam comigo o poderão afirmar.

 

Agora, que os católicos que se têm cruzado comigo, fizeram toda a diferença na minha vida, isso é inegável!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 14:36

A minha Fé

por o que procuro, em 23.04.10

A minha fé não move montanhas, não ama todos os meus irmãos, nem perdoa tudo, mas existe, faz-me acreditar na bondade intríseca do Homem e na Santissíma Trindade, faz-me crer que Jesus Cristo esteve cá e nos pediu para nos amarmos uns aos outros como a nós mesmos, faz-me acreditar que Ele morreu por nós e ressuscitou para nos livrar a todos da "loucura selvática deste mundo"...

 

Faz-me acreditar que Deus me deu o Dom desta vida, e com ela o livre arbítrio, para eu fazer o que entender e por isso caminho cada dia, com esta minha fé, que duvida, vascila e cai, tantas vezes desfalece sobre o poder de tudo o que me rodeia, mas renasce e continua, às vezes flamejante, outras vezes enfraquecida, na certeza de que não estou só, que caminho acompanha por Ele, pela Sua Luz que às vezes não vejo, nem sinto, mas sei, acredito e creio que está sempre lá!

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 10:10

Carta aberta ao Coro

por o que procuro, em 11.01.10

Uma simples carta que eu deveria ter t... ou coragem para escrever e enviar, mas como não tenho, e às vezes acho que não o devo fazer, por tantos motivos e mais um, mas porque preciso de extravasar o que sinto e este meu canto serve para isso mesmo, aqui fica:

 

"Carissímos,

 

No passado Domingo, a nossa paróquia não teve coro na missa das 12h30, porque supostamente não havia violas e porque das 3 pessoas que seguram serena e habitualmente as pontas, eu não podia estar presente e não iriamos deixar 2 pessoas a assegurar o coro.

 

No passado Domingo, fui à missa, numa Igreja perdida no interior do nosso país e estavam 12 pessoas, com um órgão e uma viola a animar a celebração, apesar do frio que estava e da neve que caía, aquecemos o coração e a alma e a Comunidade louvou a Deus, com a ajuda daquele Coro.

 

Acredito que se perguntássemos a cada um deles se queria estar ali, talvez grande parte dissesse que estaria melhor em casa, à lareira ou no quente da cama, mas foram, cantaram, prestaram um serviço e decerto sentiram na alma e no Espirito a Sua presença e o Seu Louvor.

 

E nós??

 

Eu sinto que nós cedemos à rotina: à família, ao trabalho, ao amor, à vida que nos arredou do que é verdadeiramente essencial, da nossa Comunidade, que ainda e sempre espera por nós, mas de nós mesmos, ou porque não dizê-lo: de Deus.

 

Já não sei que lugar é que Ele ocupa em cada um de nós.

Já não sei se é por ele, por nós ou por nada, que vamos a cada Domingo ali, ou simplesmente não vamos.

Já não sei que esperamos d'Ele e Ele de nós.

 

Mas sei que neste Domingo vi e senti, o muito que Ele faz nos outros, o muito que Ele ainda pode fazer por nós...se simplesmente nós deixássemos, ou quisessemos...

 

Até Domingo."

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:43

Parábola dos Talentos

por o que procuro, em 10.12.09

Conhecem a Parábola dos Talentos?

 

Consta no Evangelho de S. Mateus (25, 14-30), segundo a qual um homem ao partir para fora, chamou os servos e confiou-lhes os seus bens, a um deu cinco talentos, a outro dois e ao outro deu um, a cada qual deu segundo as suas capacidades.

 

Os que receberam cinco e dois talentos, negociaram com o dinheiro e obtiveram o dobro, o que só recebeu um talento, escondeu-o enterrando-o na terra.

 

Quando o senhor regressou, pediu contas, aos que tinham duplicado o dinheiro recebido, disse: «Muito bem, servo bom e fiel, foste fiel em coisas de pouca monta, muito te confiarei. Entra no gozo do teu senhor.»

 

Pelo contrário, ao que lhe entregou apenas um talento, tal qual o tinha recebido, sem o ter feito render, respondeu amargamente e entregou o talento aquele que tinha já dez, poque «(...) ao que tem dar-se-á e terá em abundância, mas ao que não tem, ser-lhe-à tirado até mesmo o que tem».

 

Esta parábola assola-me a cada domingo, a cada missa e de cada vez que passo à porta de determinada Senhora... Também a mim me foi entregue um talento, ou talvez mais e eu, pura e simplesmente acho que o enterrei, escondi-o para que não se estrague talvez, não sei...

 

Pior é olhar para os semelhantes e ver tanto talento e tanto dom escondido, enterrado dentro de cada um de nós e teimamos não deixar render, florescer, crescer...

 

Ai de mim...

Ai de nós...

 

Imagem retirada da net

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 14:57


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D