Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Porque este texto podia ser meu...

por o que procuro, em 20.10.10

Sobre as entidades patronais

Este post é um desabafo. Ando transtornada com as entidades patronais deste país. Um destes dias fui a uma entrevista num conhecido Hospital em Lisboa, um posto de trabalho a ser ocupado por seis meses para substituir uma baixa de parto. Depois disso, o desemprego.

E detesto pessoas estúpidas. Mais, detesto de morte o patronato que acha que pode pôr e dispor dos empregados. E queriam eles pagar miseralvelmente a quem fosse trabalhar por apenas seis meses. E afirmavam e sublinhavam que era trabalho de muita responsabilidade. Mas todo esse trabalho e toda a responsabilidade era paga miseravelmente. E perguntavam da disponibilidade horária, o horário é das 09h às 18h, mas é claro que nunca é nada disto! O desplante. Ou seja, muito trabalho, muita responsabilidade, trabalho de sol a sol, pago miseravelmente. E a minha vontade era perguntar se não tinham vergonha na cara, em procurar um licenciado com experiência, pedir-lhe que abdicasse da vida pessoal, que passasse a viver para trabalhar, tudo a troco de menos do que ganha à hora uma mulher a dias.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 15:20

Missiva envenenada

por o que procuro, em 31.03.10

Recebi uma carta registada com aviso de recepção do tal concurso público ao qual concorri, com a lista de ordenação final provisória e a notificação que "caso assim o entenda, tem o direito de dizer o que se lhe oferecer, no prazo de 10 (dez) dias úteis, a contar da data de registo do presente ofício(...)"

 

O que me oferece dizer-lhes??

Além do facto de detestar tamanha burocracia, má gestão dos dinheiros públicos e do meu tempo, o que mais me apraz dizer...até o Diabo teria vergonha de ler!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 12:18

De 0 a 20, tive 7 e que contente que estou!!

por o que procuro, em 22.03.10

Na procura desenfreada por emprego na área do Serviço Social, não há concurso público que escape, salvo raras excepções.

 

Desta feita para uma Câmara Municipal, aqui pertinho de Lisboa, um processo moroso e díficil, como o são todos os processos de contratação pública, mas eis que os resultados do primeiro método de selecção, realizado em Novembro, é publicado.

 

Qual não é o meu espanto por me deparar coom uma lista extensa de pessoas que nem sequer compareceram e depois de outra lista não menor de resultados como 0.93; 0.97; 1.33 e assim sucessivamente, ou seja, o 7.33 foi a nota mais elevada, e é MEU!!!

 

Agora a questão coloca-se em perceber como é que uma pessoa sem experiência quase nenhuma na área tem este resultado, ao lado de colegas com anos de profissão? Simples, os exames têm uma parte de respostas rápidas, tipo americano, cujo o valor desconta se responderem erradamente e no caso incidiam sobre a legislação aplicável. Não se trata de simples legislação,  neste exame tratava-se de Direito Administrativo puro.

 

Como estudante de direito, e já com a disciplina de Direito Adminsitrativo feita é normal que tenha um conhecimento mais profundo, que as pessoas da nossa área não têm. Conclusão, consegui uma boa pontuação nessas questões e depois nas perguntas de resposta aberta, essas sim, já incidentes sobre temática da profissão de assistente social, que decerto não foram nada de especial, valeu-me o Direito Administrativo.

 

Mas desenganem-se se pensam que passei à fase seguinte, porque uma cláusula no fundo da folha com os resultados diz que:

" De acordo com o número 13, do artigo 18º da Portaria 83-A/2009 de 22 de Janeiro é excluído do procedimento o candidato que tenha obtido uma valoração inferior a 9,5 vamlores num dos métodos ou fases, não lhe sendo aplicado o método ou fases seguintes."

 

Portanto ninguém que fez este método de avaliação passou para a fase seguinte, contudo, aqueles que já são funcionários públicos e que se candidataram apenas foram sujeitos a avaliação curricular, e apresentam notas acima dos 16 valores! Portanto, há quem passe à fase seguinte, mas provenientes de um âmbito completamente diferente!

 

 

Este é o país que tempos em dar oportunidade aos jovens para trabalhar!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 10:55

Procuro emprego

por o que procuro, em 03.12.09

Atentem ao comentário que a Maria me deixou no post anterior... Inteligente e perspicaz, não??

 

Deixar no blogue uma proposta que responda aos problemas e necessidades das pessoas, porque se pretende ajudar, mas sobretudo ganhar algum dinheiro!

 

Eu nem me importava NADA  de uma babysitter, de vez em quando, nem que fosse para arejar ideias, mas falta sempre o melhor!

 

Por isso, depois de pensar no assunto também me surgiu a ideia, se outros deixam em comentários, eu deixo num post...

 

PROCURO TRABALHO QUE POSSA REALIZAR A PARTIR DE CASA, COM FLEXIBILIDADE DE HORÁRIO.

Nada de me mandarem propostas a solicitar dinheiro para obter mais informações, coisas com seriedade, sff!!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 15:27

Mas alla

por o que procuro, em 01.10.09

Mais um NÃO que ouvimos, que deixou expectativas abaladas, sonhos desfeitos, a vida ancorada...

Mais uma resposta negativa, que nos faz estremecer, queixar, esmurecer...

Voltamos a esta vida suspensa na qual esperamos, que num dia próximo, saibamos dar a resposta certa, para ouvirmos um SIM e vermos uma porta aberta...

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:11

Porra pra isto!!!

por o que procuro, em 19.02.09

Mais um telefonema, com uma proposta de emprego, não tem nada a ver com Serviço Social, mas sim, para encarregada geral de um lar de terceira idade, pertencente a uma Ordem Religiosa...

 

Bem sei que isto tá tão mau, que tem que se começar por algum lado!

Mas como é que eu posso aceitar uma propostas destas nesta altura do campeonato??

 

Tou grávida de (quase 6 meses) as minhas hérnias discais já começam a dar sinal de vida, a parca lida da casa é feita aos bochechos, com paragens pelo meio, repouso e sossego recomendados...

Posso aceitar uma proposta de emprego, onde sei de antemão, que além de organizar e supervisionar o trabalho das Ajudantes de Acção Directa, teria que "pôr as mãos na massa"? Sim, implica idas ao Banco Alimentar,  buscar os donativos, fazer as encomendas, as compras, conferir, arrumar, organizar...

Como, se passo a ferro um bocado e fico aflita!!

 

Caramba, meses aqui enfiada, a enviar CV's e a ir a entrevistas e nada, agora é que se lembram??

 

É frustante!

 

Sinto-me como aquele padre da anedota, depois de um aviso de tempestade e de recolher obrigatório, nega-se a sair de casa, afirmando que Deus providenciará. A água emerge a casa, várias tentativas de vizinhos, bombeiros e o padre continua a afirmar que Deus providenciará... Até que acaba no telhado, e o último helicóptero quer recolhê-lo e ele diz que não, porque Deus providenciará...

Acaba  por morrer afogado. Quando se encontra com Deus, pergunta-lhe: - Então, eu sempre acreditei que irias providenciar, Senhor!?

Resposta de Deus: - Ainda mais? Depois de toda a ajuda que te mandei: vizinhos, bombeiros e até um helicóptero, não aceitas-te nada! Tive que mandar a morte ir-te buscar!!!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:33

The same expectation

por o que procuro, em 26.11.08

Ontem tive visitas

Uma prima, que veio do frio da Beira Alta para fazer uma entrevista de emprego, na capital, ou arredores, melhor dizendo...

 

Respondeu a um anúnico dúbio, veio ao acaso, tentar a sorte, passou a primeira fase de entrevistas, percebeu que era um empresa em expansão, procuravam pessoas para alargar o quadro de pessoal da empresa, seguir-se-ia um novo dia (hoje) de entrevistas, apresentação do trabalho a realizar e definição de condições contratuais...

 

Licenciada em Comunicação e Relações Públicas, fez o estágio profissional e ficou-se por isso mesmo, procura emprego...

 

Revejo-me nesta situação, as mesmas expectativas, a ansiedade de perceber o que irá ser, a entrevista, dar o nosso melhor...

 

Finalmente, hoje percebeu que era uma empresa de vendas directas, que estavam a contratar pessoal, vencimento base + comissão (dependente das vendas realizadas), um grupo de 20 pessoas, muitas delas licenciadas, a assistirem àquilo, a obterem informações, interessadas... Sem qualquer garantia de progresso na carreira (qual carreira??) nem vínculo à empresa....

 

Mais um embuste, uma expectativa deitada no caixote do lixo, defraudada, espezinhada, por quem oferece o que tem para oferecer, sempre camuflado e revelado à última hora, de modo a aliciar os candidatos... Mas que não foi ao encontro do que era esperado...

 

A esta hora, segue alguém no comboio, de regresso a casa, com os ombros pesados pela tristeza, os sonhos no bolso e no olhar, a esperança por uma nova oportunidade neste "país real"!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:11

A queda de um sonho

por o que procuro, em 16.06.08

Hoje dirigi-me à Associação de Estudantes da Faculdade, para adquirir uma colectânea de frequências dos anos anteriores, para auxiliar o estudo e deparo-me com um rosto conhecido do outro lado do balcão.

 

Uma colega do ISSSL, que tirou a licenciatura de Serviço Social, na mesma turma que eu, durante os 5 anos. Fiquei espantada por vê-la ali a trabalhar, estivemos a pôr a conversa em dia.

 

Terminámos o curso em 2005, e muitas de nós, ainda nem sequer tiveram oportunidade de fazer o estágio profissional! Dizia-me que já perdeu a conta aos currículos enviados, começou a fazer o mestrado, já acabou a parte curricular, falta-lhe elaborar a tese, mas está reticente. Porque serão demasiadas as habilitações académicas e nulas a experiência profissional de suporte: "Se estivesse a trabalhar, seria diferente, colocaria em prática tudo isto!"

 

Perguntei pelas outras colegas, com quem foi mantendo contacto, quase todas estão a trabalhar no que conseguiram arranjar, que não tem nada a ver com Serviço Social, entretanto umas casaram, outras já são mães.

 

Tantas expectativas defraudadas, tanto sonho desconstruído, tanta vida amputada!

 

Sobra-nos o contentamento pela vivência do hoje e o suspirar pelo dia de amanhã!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:29

Não há bela sem senão...

por o que procuro, em 30.04.08

Mais uma entrevista de emprego...

 

Sim, porque estou desempregada, sou licenciada em serviço social, fiz o estágio profissional e ficou-se por isso mesmo...agora estou a acabar a licenciatura de direito, que abandonei, há uns anos largos...

 

Apesar de ter perdido a conta aos curriculos enviados, de vez em quando aparecem entrevistas, provenientes do Centro de Emprego, como foi o caso...

 

Então, era um part-time como escriturária (profissão que exerci, enquanto estudei), mas é preciso ter carta de condução e conduzir....

 

Chega o impasse!

 

Noutros, é preciso ter veiculo próprio, ou ter inglés credenciado por uma escola qualquer, ou ainda ter experiência profissional enquanto assistente social, ou ter coordenado equipas de trabalho, ou porque falta o CAP, ou porque não tem formação em gestão de conflitos...e o melhor de tudo, telefonam para marcar uma entrevista, sabem que sou licenciada em serviço social...e depois, o emprego não tem nada a ver com isso, nem com escriturária, nem nada que eu procure ...

 

Já não basta sentir que o trabalho que tive com a licenciatura não ter servido para nada, estar simplesmente arrumado numa prateleira, sentir que tenho a vida suspensa, porque não consigo arranjar emprego, e que ando a desperdiçar os meus dias, a fazer o que nada me diz....para me virem dizer que é um grande impedimento não ter experiência de condução, nem carro...

 

Nunca seremos perfeitos, para qualquer entidade empregadora, há-de sempre faltar qualquer coisa...

 

E eu pergunto: onde é que EU encontro a entidade empregadora perfeita??

 

Talvez tenha de ser eu a construí-la...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 09:49


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D