Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Deambulações imobiliárias.

por o que procuro, em 07.01.13

Pretendemos arrendar o nosso apartamento de Lisboa, porque a cada mês que passa são custos acrescidos, são as coisas que se deterioram e não faz sentido.

 

Mas cada vez que penso que é preciso despejar o que está lá dentro, começando nas roupas de cama e de casa de banho, nos mais variados objectos, terminando nas mobílias. Quase todas as mobílias foram construídas, idealizadas para o local onde estão, colocadas nos sítios para ali permanecerem, não sei se sobrevivem a uma viagem, algumas até ao Reino Unido, outras até à Beira Alta.

 

E os custos que isto acarreta?

Um amigo perguntava-nos se não seria mais fácil comprarmos cá o que pretendemos em vez trazermos as coisas de Lisboa para cá.

 

Porque contas feitas entre contratar uma empresa que realize o transporte, mais as nossas viagens para tratarmos de toda a logística necessária, não sei a quanto é que isso ascenderá.

 

O ideal era arrendar a casa mobilada.

E haverá por aí quem cuide e estime aquilo que é de outrem, como se seu se tratasse e que foi angariado com tanto esforço e dedicação?

 

Questões e decisões difíceis...tão difíceis.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:37

Natal

por o que procuro, em 27.11.12

Está quase aí, falta menos de um mês.

Gosto muito desta altura do ano, por tudo o que representa, a alegria de um nascimento, a Luz que Ele transmite, a dádiva aos outros, o estar em família.

 

Este ano, infelizmente não vai ser passado entre rostos familiares, nem haverá troca de prendas, nem pratos cozinhados por mãos habilidosas de mães.

Sinto esta época especial distante, sem os meus já tradicionais enfeites de Natal pela casa toda, a minha coroa, com as quatro velas que esperam por cada Domingo de Advento para serem acessas, o presépio, a minha mini-árvore de Natal com luzes incorporadas.

A correria pelas lojas para encontrar o presente mais adequado para cada uma das pessoas, o procurar receitas para trazer alguma novidade à nossa mesa, o fazer as malas para rumar a norte, onde seria o ponto de encontro entre todos... Os preparativos com a casa cheia de gente, as compras de última hora, o frio, a lareira acesa, os risos, a presença...

 

Dilacera-me o facto de não ter tudo isto, porque vivo do estar com quem amo, muito além do meu marido e do meu filho, e até da restante família (sim, há amigas de quem sinto imensa falta!), mas este ano vai ter de ser assim.

 

Já tivemos um convite para partilharmos a ceia de Natal com outra família, mas eu sinto falta é da MINHA família e apesar de poder ser uma experiência diferente, também o há-de ser estarmos os três sossegados, vou poder cozinhar com calma o que acho que não pode faltar na nossa mesa, decorar a casa com o que tenho, ouvir músicas de Natal o tempo todo, ter as velas acesas, ir à Missa do Galo.

 

Não vai ser o Natal ideal?
Não, vai ser o Natal que podemos ter e será decerto um Feliz Natal!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:53

Um abraço numa encomenda

por o que procuro, em 23.11.12

Durante a minha infância em casa dos meus avós, dias havia em que no regresso da escola ouvia a minha avó gritar de onde estivesse: "tens lá uma encomenda!". Era ver-se subir a ladeira a correr, entrar em casa esbaforida para encontrar um pacote, vindo de Paris, abri-lo e ficar maravilhada com o que encontrava porque era sempre uma surpresa!

 

No fundo aquele pacote trazia-me um bocadinho de quem estava do outro lado, longe, porque o seu conteúdo tinha sido pensado, adquirido e embrulhado com o mesmo afago que se faz um carinho no rosto de um filho, que tanta falta me fazia e que eu por breves instantes sentia.

 

Hoje sinto o mesmo de cada vez que chega uma encomenda de Portugal, porque sei que quem a enviou se preocupou connosco, mas essencialmente com o meu filho, porque há sempre uma peça de roupa ou um brinquedo que fazem as alegrias dele...e minhas.

 

Por breves instantes sinto-os aqui, perto de nós, num abraço sentido e saudoso.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:18

Uma casa ou um lar?

por o que procuro, em 21.11.12

Nunca senti que esta casa fosse "a minha casa" ou o meu lar, porque tinha aquele que considerava ser o meu ninho, em Lisboa e porque vim para aqui sem plena consciência do que esta mudança acarretava, nem do tempo que iria durar.

 

Agora, quase um ano volvido, noto que decerto esta casa não é a ideal, mas Lisboa, já não é o ninho, porque não vivemos lá permanentemente e apenas nos tem trazido custos acrescidos ao já limitado orçamento familiar.

Estamos numa fase em que pensamos seriamente despejar o apartamento de Lisboa e arrendá-lo, para suportar as despesas que ele acarreta.

E assim vejo desvanecer-se cada vez mais aquele que considerava o meu cantinho.

 

Neste momento estamos em vias de nos mudar para outra casa, com melhores condições do que esta onde estamos presentemente e bem vistas as coisas, é uma casa e não um apartamento, como em Lisboa. Quero muito transformá-la no meu "ninho", sei que não é minha, mas é onde vou viver grande parte do tempo, onde vou receber quem me vir visitar, onde vou cozinhar, rir, dançar e sonhar, onde vou estar em família, onde vou sentir saudades de todos e apanhar sol e fazer churrascos, assim que o sol espreitar!

 

Por isso, com pequenos passos e pequenos nadas, que para mim serão tudo, quero que seja a casa da minha pequena, mas grande família, uma família portuguesa em Newbury!

 

Home Is Where Your Heart Is - 8x10

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:30

Um aperto no peito

por o que procuro, em 08.11.12

Porque queria estar onde não estou.

Abraçar quem não posso.

Rir e festejar.

 

Mas fico-me por aqui, contente mas de lágrima no olho.

A pensar que isto vai ser ainda mais difícil.

 

Caramba, a distância custa, mas custa mesmo muito...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 13:55

"Mais uma volta, mais uma corrida..."

por o que procuro, em 04.11.12

Pois é, parece que a casa onde moramos por cá, já foi vendida e não foi a investidores que pretendem arrendar a casa, foi mesmo a pessoas que pretendem fazer dela um lar para morar.

 

Assim sendo, na quinta-feira, regressados de um belo dia passado na cidade de Londres, tinhamos uma carta da senhorio na caixa do correio, teremos que entregar esta casa, mais tardar dia 1 de Janeiro de 2013.

 

Começou por isso a "caça à casa"!

O mercado imobiliário nesta cidade é algo que me transcende, existem bem uma dezena ou mais de agências imobiliárias na cidade, todas elas com inúmeras propostas, agora, é preciso arranjar algo que encaixe naquilo que pretendemos e que podemos suportar e convenhamos...não está fácil!

 

Ainda faltam dois meses, bem sei, mas mesmo assim, era bom que ao abrir o email tivesse lá uma proposta fantástica, até porque agora, habituados a este meio, não me apetece ir viver para outra vila e saber que o tempo está a descontar para ficarmos sem tecto e ter de nos sujeitar ao que aparecer, não é propriamente algo que eu idealize.

 

A ver vamos as cenas dos próximos capítulos!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:20

Transtornos

por o que procuro, em 30.10.12

A casa onde moramos, aqui no Reino Unido, é arrendada.

O senhorio, proprietário de quase toda a banda de casas seguidas da rua, resolveu começar a vender.

 

As casas existentes à nossa direita e esquerda já foram vendidas, faltamos nós.

O que é que tudo isto acarreta?

Primeiro as visitas da agência, ora para medir a casa, ora para tirar fotografias ao espaço, depois as visitas aos potenciais compradores.

Não imaginam o que é, abrem todas as portas e mais uma, desde o roupeiro, à despensa, nada escapa!

 

O Simão cada vez que vê gente chegar cá a casa, quer conversa, atenção e que brinquem com ele, obviamente que isso não se coaduna com este tipo de visitas relâmpago e sempre com gente diferente.

 

No fim disto tudo vem um cuidado acrescido da minha parte com a casa.

Esta semana as crianças estão de férias, por isso estamos mais tempo em casa e com outra vivência da mesma.

Os jogos e brinquedos proliferam por todo o lado, salpicados com migalhas de bolachas!

O que não ajuda nestas visitas constantes e constrangedoras.

 

Em última análise se a pessoa que comprar a casa não for um investidor que queira arrendar, mas sim alguém que pretenda viver aqui, teremos dois meses para procurar outra habitação.

Agora que a casa está limpa e organizada à nossa forma de estar...provavelmente vai recomeçar tudo outra vez!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:47

Grata! Muito Grata!

por o que procuro, em 18.10.12

Hoje é um dia para agredecer! Muito!

 

Finalmente, as coisas vão melhorar!

 

A Ti que nunca nos deixas-te esmurecer, nem ficar na completa escuridão: OBRIGADA SENHOR!

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:04

Tenho saudades...

por o que procuro, em 10.10.12

Dos meus pais, das conversas, de estarmos todos à mesa, do cheiro da minha Mãe, de estar lá em casa, de acordar de manhã e ir à varanda, olhar serenamente para a Serra da Estrela, lá longe, respirar fundo, de fazer festas aos cães.

 

De ir à Missa à minha Paróquia, de estar com o "meu" Coro, de cantar, de comungar, de rezar lá.

 

De ir almoçar ao Domingo a casa da minha sogra, de estarmos todos na conversa, das comidinhas boas que ela tão bem faz.

De passar um fim de semana na Sertã, de tomar banho com o meu marido e ficar descansada com o miúdo, de o ver correr e brincar por lá.

 

Do Simão brincar com toda a gente, de andar na mota do Tio, das brincadeiras doidas com o Padrinho.

 

Da Madrinha do meu filho, de fazermos a nossa manicure, de partilhar com ela um petisco, das nossas conversas de horas.

 

De poder deixar o Simão com alguém e ir jantar fora com o marido, serenamente.

De uma baguete shoarma do Pão Pão, Queijo Queijo, do hamburguer do H3, da francesinha da Tanite, do frango de churrasco da Grelha.

 

De ir à baixa sozinha, percorrer as lojas todas e mais uma.

De ir às Amoreiras, ir à Cadena, ao C&A, à Berska.

 

Tenho saudades do sol, que me aquecia o corpo e a alma.

 

E já lá vão 8 meses longe de ti...

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:47

Um novo companheiro das manhãs de fim-de-semana

por o que procuro, em 30.09.12

É um troley de limpeza dos quartos, de um hotel da minha nova cidade.

Arranjei um part-time, aos Sábados e Domingos de manhã, das 10h às 14h.

Ontem foi o primeiro dia, estive toda a manhã com uma rapariga polaca, explicou-me como é que as coisas deviam ser feitas, fizemos 6 quartos as duas.

 

Hoje já por minha conta e risco, com uma folha interminável, fiz 10 sozinha!

É um trabalho duro e físico, dado que querem que se faça bem e depressa. Os quartos cujas pessoas saíram, devem ter a cama feita de lavado, toalhas limpas, os caixotes do lixo despejados, casa de banho e pó limpo em todo o lado, além de aspirado. Isto tudo em nada mais, nada menos de 20 minutos!

 

Não é para procrastinar! Só o trabalho que dá pôr uma capa de édredon lavada, num édredon king size, sozinha, já se soa!

E claro, depois do trabalho feito, a supervisora faz uma revista aos quartos e não é suposto apanhar cabelos nem pó no chão, como me alertou hoje!

 

Bem sei que não era nada disto que estava nos planos, além de ser muito mal pago, comparado com outro trabalho do género que há por aqui.

Mas foi uma conhecida que me recomendou e também me custou dizer que não. 

Veremos no fim do mês se compensa, por hora só sei que tenho dores musculares, como há muito não sentia...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:48


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D