Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Encontro imediato

por o que procuro, em 05.08.09

No passado domingo, fomos ao AKI, à saída, estávamos à espera do elevador, abrem-se as portas do dito, sai um grupo de gente e ouço um comentário:

 -  Isso assim é muito fácil, não quer falar e mete a chucha na boca!

Depois do grupo sair, fica para trás uma senhora com um rapazote ao colo, talvez dois anos de idade, ou mais e a dita chucha enfiada na boca, diz a senhora a apontar para o meu filho, que estava no ovo:

- Vês, este bébé tão pequenino é que precisa da chucha, tu já és grande, não precisas da chucha.

Percebendo do que se tratava, ajudei à quase missão impossível daquela mãe:

- Pois é, o Simão é muito pequenino, chora muito e precisa da chucha, tu já és grande, como é que tu te chamas?

- Xalvadore.

- Desculpa amor, não percebi.

- Xalvadore!

- Salvador. tu já és grande não precisas da chucha...

Intervem a mãe da criatura:
- Não queres dar a tua chucha ao Simão?

- Xim

E acompanha a afirmação do gesto, tira a chucha da boca e eu pego-lhe.

- Pronto agora a chucha é do Simão, está bem?" - retorqui.

- É minha! - responde a criatura, já a ver-se sem o objecto predilecto.

A mãe, na tentativa de se ver livre de tal objecto:

- Se dás a chucha ao Simão, fica para ele. Vés, ele é tão pequenino, ele é que precisa da chucha. Pronto o Simão fica com a chucha! SIm?

A criança acena com a cabeça, a mãe desvia-se com o olho arregalado de espanto, e vai repetindo, para confirmar, enquanto acena: "O Simão fica com a chucha. Adeus Simão" entra na loja e dirige-se ao marido e diz :"- Pai, o Salvador deu a chcucha ao Simão!"

- Ah! Foi?! - responde o pai, com o olhar admirado e começa a dirigir-se para nós.

Discretamente uma amiga que nos acompanhava, entrega-lhe o objecto de admiração, não fosse a história, mas tarde, na hora em que chega o João Pestana, não fazer sentido nenhum ao Salvador e dar aso a uma incrivel birra, que não deixasse ninguém dormir...

 

Espero sinceramente que o Salvador tenha conseguido tornar-se independente da chucha!!

E possamos nós qualquer dia, encontrar alguém que também "precise de uma chucha"!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:14



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D