Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Diário de bordo - Dia 5 - Dieta dos 31 Dias

por o que procuro, em 31.05.13

Hoje entrámos no 5º dia da caminhada, já lá vai o pequeno-almoço, o lanche da manhã e tarda nada o almoço.

Não tenho sentido fome, tem sido uma aprendizagem perceber que "vivo" sem manteiga, doces e chocolates.

 

Já se vêm alguns resultados, nomeadamente ao nível do volume na barriga e nas ancas, tenho sentido alguma fraqueza, não é fome propriamente dita, é fraqueza no corpo, hoje custou-me sentar o meu filho no carrinho das compras e mais ainda puxar o carrinho com ele e as compras lá dentro.

Esforço-me por fazer a minha vida normal, apesar de tudo.

 

Desde quarta-feira que tenho tido algum desconforto ao nível do estômago, porque faço normalmente digestões muito lentas e não tenho vesícula, o que com tanta mudança, não tem ajudado muito.

 

Há refeições que sabem melhor do que outras, porque vão mais de encontro ao nosso (ou meu) gosto, outras há que são mais difíceis de fazer.

Tenho em atenção que apesar do livro trazer receitas para cada uma das refeições a fazer nestes 31 dias, existe uma lista de alimentos permitidos e proibidos em cada uma das fases, e temos jogado com isso.

 

Ontem por exemplo fiz bacalhau assado no forno, só com cebola, pimento, alho e um fio de azeite, acompanhámos com brócolos cozidos ao vapor, nada disso vem no livro, mas sendo que se pode comer peixe e os brócolos são permitidos, resolvi arriscar, face à falta de ingredientes para a receita sugerida no livro.

  

A dieta também recorre imenso aos ovos, cozidos, em omelete e é algo que me custa muito a digerir, pelo que tenho substituído por outras coisas.

Encontrámos cá as salsichas de frango, o que nos facilitou a vida para os lanches entre refeições, dado que o queijo fresco por aqui não existe na mesma forma como em Portugal e digamos que requeijão com cenoura crua, não é algo que gostemos.

 

Tem sido uma aprendizagem, ao nível da alimentação, da confecção, dos acompanhamentos, do que se pode ou não comer, até mesmo no supermercado, descobrir que há produtos dietéticos, com baixo teor de gordura e de açúcares, embora a um nível muito mais reduzido e menos diversificado do que no mercado português.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:11



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D