Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Dia 2

por o que procuro, em 28.05.13

Não tenho fome, não, nem me venho lamentar acerca disso! :)

 

O que me constrange é psicológico, como se tivesse falta de um conforto alimentar, que me é proporcionado pelo chocolate com o café ao fim do almoço, pela manteiga no pão ao pequeno almoço, ou ainda pela fatia de bolo caseiro ao lanche.

 

Chove a potes, a pequena criatura está de férias esta semana e como é normal, não se coibe de comer o chocolate kinder dele, nem o pão com a manteiga, nem o almoço normal, apesar de eu estar de dieta, afinal que culpa tem ele disso?

 

Dou-me conta desta luta para comigo mesma, em querer muito ultrapassar isto, perceber que vivo perfeitamente sem este amparo (falso) que me provoca a comida, ou melhor os chocolates e os doces e ainda confrontar-me com o facto de que cá em casa há um terceiro elemento que passa completamente ao largo de todas estas crises e mudanças e continua com os hábitos dele.

 

Segundo dia de luta, metade já cumprido, venha o resto...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 14:52


2 comentários

Sem imagem de perfil

De sna isabel pires mauricio a 29.05.2013 às 10:08

Eu também estou a tentar fazer algumas restrições- O que me custa mais são os doces Ai! Mas segundo estudos científicos recentes podes comer um doce do tipo uma fatia de bolo ou um chocolatinho de manhã até às 9h00 pois estes são metabolizados durante o resto do dia e não acumulados sob a forma de gordura. Uma outra dica do colega de ciências é para aquelas fomes repentinas à noite em que dá vontade de comer um pacote de bolachas ou um chocolate inteiro, substituir por um rolinho de queijo flamengo e fiambre magro de aves(frango ou peru) Devem evitar-se os glícidos, vulgo hidratos de carbono, a partir das 18h mas não devemos restringir as proteínas pois pretendemos substituir massa lipídica por muscular. Boa dieta!:)
Imagem de perfil

De o que procuro a 29.05.2013 às 11:01

Ana Isabel, os doces e o conforto psicológico momentâneo que eles acarretam! Padeço tanto desse mal, e ser mãe 24h724h não ajuda nada a isso...

Quero crer que é desta que percebo que um quadradinho de queijo ou uma gelatina fazem exactamente o mesmo efeito!

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D