Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Utilidades domésticas da casa nova

por o que procuro, em 23.01.13

Esta casa, sendo de uma construção mais moderna que a anterior, também tem outros apetrechos, nomeadamente nos electrodomésticos que existem na cozinha, com os quais eu nunca tinha tido o prazer de me cruzar, como a máquina de lavar louça, uma placa vitrocerâmica e um forno com duas cavidades.

 

Sempre olhei de soslaio para as máquinas de lavar louça na sua generalidade, porque achava eu que elas não faziam nada, que as minhas duas mãos, detergente, água quente e uma esponja não fizessem, e eu sei o que é lavar louça de almoços com 40 pessoas!

Mas agora que este espécimen coabita no mesmo espaço que eu, rendi-me, principalmente naqueles dias em que a pessoa mete o tabuleiro com o jantar no forno olha para as bancadas da cozinha e parece que passou ali um furacão, ou ainda, quando depois de almoço se metem os pratos no lava-louça e se sai para aproveitar os raios de sol, se regressa a tempo de começar a fazer o jantar e depois do dito, notamos que temos ali trabalho para bem mais de meia hora.

Vai tudo para dentro da dita, num programa económico, uma pastilha lá dentro e pronto, está feito, no dia seguinte é só abrir e arrumar, claro que há coisas que não cabem lá, e não limpa as bancadas nem o fogão, mas deixa-as desocupadas! 

 

Eu provenho de uma família matriarcal, em que a minha avó, cozinheira de mão cheia, defendia que o brilho dos bicos do fogão, traduzia o asseio da cozinheira, por isso, eram criteriosamente limpos após cada refeição, uma vez por semana colocados em vinagre a ferver e depois esfregados com cinza, até que apareceu o bendito esfregão bravo que me poupava a estes sacrifícios. Isto trespassou para a minha mãe, lembro-me de uma senhora com comportamentos obsessivo compulsivos com a limpeza questionar a minha mãe acerca do método utilizado para ter os bicos do fogão tão "amarelinhos". E sou franca, passou para mim, na casa anterior vi-me na iminência de desistir de ter bicos do fogão brilhantes, porque a sujidade que tinham não me permitia tal coisa, sem antes de tentado de tudo, em detrimento das minhas mãos e unhas.

Hoje com uma placa vitrocerâmcia, estou no céu! Estava um pouco suja quando chegámos, mas nada que uma boa limpeza não resolveu, hoje passo com um pano molhado depois de utilizarmos ou com tira-gorduras, não há bicos, grelhas, esfregão bravo, nem cif...maravilha!

 

A outra novidade é um forno com duas cavidades, ambas permitem  cozinhar com temperatura, uma tem ventoinha e a outra mais pequena tem grill, é óptimo porque se podem cozinhar duas coisas ao mesmo tempo, ter pizza em baixo e um bolo em cima, além de que a cavidade maior tem duas grelhas, o que também ajuda bastante, quando faço bolachas por exemplo.

É algo deste género, que ao que parece já chegou a Portugal, pelas mãos da Teka.

 

HL 45.15

Daqui

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:09



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D