Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O país em que vivemos

por o que procuro, em 31.05.08

Não, não vou contribuir com mais um comentário acerca dos preços exorbitantes da gasolina, nem do aumento dos preços dos alimentos, nem da greve dos pescadores!

 

O meu comentário, vai para outra área: a saúde e o nosso Portugal profundo!

 

Muitos de nós que vivemos em cidades, no meu caso em Lisboa, com mais do que um hospital disponivel, com especialidades várias, sem falar dos serviços privados, esquecemo-nos de como será a realidade por esse país fora.

 

Por cinrcunstâncias infelizes, deparei-me com uma situação de bradar aos céus, para se fazer um cateterismo cardíaco, no distrito da Guarda, terá que se dirigir ao Hospital Sousa Martins, sito na dita cidade e o procedimento é o seguinte:

  • Dá entrada no Hospital da Guarda, onde é internado, num dia;
  • No dia seguinte, vai de ambulância, acompanhado por uma enfermeira, para os Hospitais da Universidade de Coimbra, que distam uns módicos 150 km, e cerca de 2h de caminho, por estradas agradáveis!!
  • Chegado aos Hospitais da Universidade de Coimbra, é realizado o exame.
  • Volta a meter-se na âmbulância, que esteve pacientemente à espera!
  • Regressa ao Hospital da Guarda, relembro os 150 Km de percurso!
  • Fica internado no Hospital da Guarda até à plena recuperação (cerca de 2 dias)

 

Ora digam-me lá se isto não é magnífico?

As pessoas estão DOENTES, porque não é sem motivo aparente que se solicita um exame destes, fragilizadas e debilitadas e têm de se sujeitar a isto!!??

 

Cálculo que a desculpa plausível para que isto aconteça é a falta de recursos, não sei se técnicos, se humanos ou se ambos...

 

Há dinheiro para auto-estradas, para o TGV, para um aeroporto, e não há dinheiro para aquisição de material técnico para dignificar a saúde em Portugal???

 

Que gestão é esta que andam a fazer ao dinheiro dos contribuintes???

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:57



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D