Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Descer às profundezas de si

por o que procuro, em 04.05.11

Foi o que fiz esta semana, desci ao mais recôndito da minha alma, um sítio tenebroso, sombrio e pavoroso, que eu teimo em fingir que não existe, mas que me dou conta viver nele o meu quotidiano... Mas foi necessário este reviver da dor, do sofrimento, onde não houve palavras para exprimir sentimentos, mas apenas lágrimas que replicaram as questões colocadas, reflexo do ódio, da raiva e da culpa sentidos.

 

Apenas desta forma percebi as acções, atitudes e emoções que a maternidade me trouxe. Sei que aquando do nascimento do meu filho, ainda na maternidade olhei para aquele pequeno ser, naquele berço, desconhecido, mas tão meu ao mesmo tempo e soube que seria capaz de dar a vida por ele e instantaneamente se abateu sobre mim a tomada de consciência do que foram para mim, os meus progenitores...

 

Perderam-se na tentativa de fazer o que era melhor, (não sei ainda para quem!) quiseram assegurar os cuidados básicos, mas falharam nas estruturas emocionais, que fizeram de mim o que sou hoje e o abandono, o desamparo sentidos naquela altura, perduram até hoje.

 

Só que hoje tenho consciência do que foi, do que aconteceu e olho para trás e acredito piamente que poderia ter feito e vivido as coisas de maneira diferente, como se uma criança com seis anos de idade tivesse consciência e responsabilidade para fazer ou mudar o que quer que seja...

 

E eis-me chegada a um ponto de não retorno e de sofrimento absoluto, que é ter a capacidade de seguir em frente largando este passado, mas essencialmente perdoando-me a mim própria o que acho que deveria ter feito e não fiz e que agora sei que nem sequer estava nas minhas mãos fazê-lo... 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 23:25



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D